Quando está na hora de mudar de emprego ?

Quando está na hora de mudar de emprego ?

3 Flares Twitter 1 Facebook 2 Filament.io 3 Flares ×

Se alguém que está no mercado nunca foi demitido, ele só pode estar em duas situações: ou é novo no mercado ou é um cara de sorte!

Nas diversas empresas que passei eu percebi que nem sempre a demissão está ligada à falta de competência do empregado. Além do mais, nem os competentes conseguem uma demissão digna.


Mas as vezes não precisa chegar a esse ponto, existem alguns sinais que mostram que está na hora de mudar. Vou enumerar algum deles, e se você se identificou com pelo menos cinco , então já sabe o que fazer. Não será fácil, mas será o melhor tanto para você quanto para a sua empresa.

  • o tempo muda – começa o expediente e você está pensando na hora hora de ir embora… não uma sexta-feira ou uma véspera de feriado, mas simplesmente todo dia! Você faz uma pausa, tenta tomar um café ou ir ao toalete, mas a hora não passa!
  • desânimo– é exatamente o sentimento oposto ao primeiro dia de trabalho, começa uma sensação que esse dia está muito longe, parece que foi há muitos anos quando na verdade pode ser coisa de meses.
  • irritação – qualquer coisa que antes você nem notava agora se irrita facilmente, normalmente os familiares acabam reclamando disso também, que o seu comportamento mudou.
  • perda rápida de concentração – com as pendências para fazer, mesmo com silêncio ou com fone de ouvido a perda de concentração é muito rápida, a vontade de acessar a Internet ou ver o email pessoal aumenta exageradamente.
  • motivação zero – não deve vir da empresa a motivação, mas de você, de encarar os desafios que o emprego oferece. Se deixou de ser um desafio há tempos, se não consegue encontrar um bom motivo para o trabalho, se ao levantar da cama, a sua alegria dura alguns segundos até lembrar que tem que trabalhar, então sua motivação acabou.
  • regras da empresa mudaram para pior (no seu ponto de vista), o que é bem comum e acontece quase sempre, ainda mais que quanto maior a empresa, a política e a burocracia aumentam exponencialmente.
  • seus planos mudaram – o motivo principal que te fez mudar de emprego já não é tão importante. Lembre-se que o emprego é um tripé formado pela sua carreira, ambiente de trabalho e salário. Se duas dessas três coisas mudaram, a casa caiu!
  • palpites de antigos empregados – mais de uma pessoa já saiu da empresa e diz para você fazer o mesmo. Isso é mais difícil de acontecer, mas as vezes sem coragem de encarar o mercado afora, você não se dá conta de que algumas coisas como trabalhar de graça ou fazer hora extra todo dia não deve ser regra e sim exceção.
  • conselhos do seu networking – depois de comentar algo sobre o seu trabalho, algum amigo que não te vê há um tempo aconselha que você mude de emprego. Depois de tanto tempo aceitando coisa errada, a gente acaba até achando que é certa, normal, até que alguém de fora fale para gente o óbvio.
  • falta de um empregado modelo – é interessante ter dentro da empresa um funcionário que é um modelo para os outros, que é o que esperamos ser dentro de alguns anos.

As pessoas precisam entender o seguinte: uma empresa não é um clube de amigos ou uma entidade sem fins lucrativos, ela é uma máquina que para funcionar e gerar retorno financeiro precisa de peças, umas mais baratas e outras mais caras. Você é uma peça, é um investimento, que no ponto de vista dos donos da empresa, pode ser trocada a qualquer momento.

Se sua motivação acabou e não tem o que fazer, continuar na mesma empresa não será um bom negócio nem para sua carreira e nem para quem paga seu salário.

Fernando Boaglio, para a comunidade.


About Author

Fernando Boaglio

???

Languages

Quero saber mais sobre…

Inscreva-se para receber as novidades!

Arquivos

3 Flares Twitter 1 Facebook 2 Filament.io 3 Flares ×