10 coisas que todo gerente deveria fazer ao demitir alguém

  • 9

10 coisas que todo gerente deveria fazer ao demitir alguém

6 Flares Twitter 1 Facebook 5 Filament.io Made with Flare More Info'> 6 Flares ×

Essa semana eu escutei de um colega mais um caso clássico do que eu classifico como “demissão amadora“.

Você demitir alguém sem mais nem menos com a única clássica frase de justificativa: “você não está comprometido com o projeto” é uma falta de profissionalismo, além de gerar um stress completamente desnecessário.

Por isso espero que se você algum dia for gerente de algum projeto, lembre-se dessas 10 dicas a seguir para amenizar a dura tarefa de mandar alguém de volta ao mercado:


  1. Não tenha cúmplices
  2. – se já escolheu a pessoa para demitir, não comunique a outras pessoas que trabalham com ela, a não ser que isso seja extremamente necessário. A pessoa descobrir que será mandada embora por outros vai apenas piorar a situação.

  3. Não tenha sentimentos, tenha postura
  4. – por mais raiva ou decepção que exista, de nada adianta colocar isso para fora numa conversa dessas, ainda mais numa situação delicada dessa, que a pessoa demitida pode levar para o lado pessoal. O mundo dá muitas voltas, e essa pessoa que foi demitida ficou chateada com você pode ser em alguns meses ou anos um cliente seu, um colega de trabalho em outro lugar ou até o seu chefe.

  5. Não delegue outra pessoa para dar a má notícia
  6. – já vi um funcionário de 15 anos de casa ser mandado embora da pior maneira possível: o seu chefe não veio o dia inteiro e as 17h o seu computador reiniciou. Ao tentar logar novamente a sua conta foi bloqueada, em seguida veio uma pessoa do RH e comunicou que o funcionário seria demitido e que ele deveria levar as coisas dele embora. A imagem que eu tenho do ex-chefe dele é um homem que não honra as calças que veste.

  7. Não dê muito tempo ao demitido
  8. – uma pessoa que foi demitida não terá nenhuma vontade, muito menos ambição de fazer o seu trabalho sabendo que não tem futuro nessa empresa. Portanto, uma semana no máximo duas é mais do que o suficiente.

  9. Comunique a demissão numa sexta-feira
  10. – se demitir a pessoa numa segunda-feira, durante pelo menos dois dias as pessoas comentam sobre a demissão, isso é normal. Uma demissão numa sexta, é natural que na semana seguinte o assunto tenha esfriado um pouco.

  11. Deixe as portas sempre abertas
  12. – por mais que isso possa parecer impossível no momento, não pode deixar de pensar no futuro da empresa, e deixe claro que ele pode voltar algum dia a negociar com vocês.

  13. Agradeça o trabalho feito
  14. – pelos mesmos motivos já dito antes, o funcionário demitido deve ter feito pelo menos alguma coisa boa para a empresa. Pense nisso e agradeça o empenho dele. Lembre-se que esse mesmo funcionário pode trabalhar em um cliente ou em um concorrente e eles talvez saibam do que o demitido passou.

  15. Não faça comparações com outros funcionários
  16. – fazer comparações com o desempenho de outros funcionários pode levar ao lado pessoal e um desentendimento entre os funcionários restantes.

  17. Não tenha piedade
  18. – por mais que o demitido tenha lá os seus problemas pessoais, tenha família para sustentar, lembre-se que você não está num clube, numa roda de amigos, você está executando uma decisão que não é pessoal, é da empresa! O mercado não é fácil, a vida também não é.

    E o mais importante:

  19. Explique o motivo da demissão
  20. – o mais frustante é ser demitido sem saber o motivo. Muitas vezes é um corte de gastos, outras é um desempenho abaixo do esperado, mas de qualquer maneira é muito válido que o demitido saiba o motivo de sua demissão. Com isso, apesar dele não gostar da notícia, com certeza compreenderá a situação ( e talvez até entenda e aceite a situação sem problemas) .

Se uma empresa trata o seu funcionário com respeito, ali com certeza é um bom local de se trabalhar.

Infelizmente lugares assim são raros, e se você é um chefe, pode fazer a diferença.

Fernando Boaglio, para a comunidade. =)


About Author

Fernando Boaglio

???

9 Comments

Cássio

7/julho/2011 at 4:43 pm

…e deixe que o demitido “pense” que ele “pode” voltar “algum dia” a negociar com vocês…
WOW! Isso não me parece muito ético…

Fernando Boaglio

7/julho/2011 at 5:49 pm

Na verdade foi uma infelicidade do nosso português, já ajustei, obrigado por avisar.

Quando está na hora de mudar de emprego ? – Boaglio.com

20/setembro/2011 at 12:53 am

[…] Nas diversas empresas que passei eu percebi que nem sempre a demissão está ligada à falta de competência do empregado. Além do mais, nem os competentes conseguem uma demissão digna. […]

Henrique

17/janeiro/2013 at 5:53 pm

Gostei das dicas, muito boas, mas creio que não existe isso de não “levar para o lado pessoal”, afinal o funcionário é uma pessoa que geralmente tem filhos e esposa e deveres financeiros a honrar, acredito que não haja nada mais pessoal que “tirar” de certa forma, os meios de prover o sustento destes… Ninguém diz: “Estou demitindo o profissional que há em você, mas em base pessoal vamos continuar com você e a pagar seu salário… mas só em base pessoal, tá!?” – Ninguém diz isso!

Acho que qualquer demissão atinge “Duas” pessoas: O profissional e o pessoal.

Não sei quem ou onde começou isso de “Pessoal” e “Profissional”…

Nunca vi um funcionário dizer: “Bem, hoje em base pessoal tive um infarto… morri inclusive! Mas o profissional veio trabalhar”

Marcio

27/maio/2013 at 1:42 pm

Pode mandar um funcionário na sexta feira ?

Edy

18/junho/2013 at 4:11 pm

Excelente idéia…. Depois dessas dicas o empresario chefe de um gerente dessa classe, pode ficar esperando o oficial de justiça chegar com a intimação de uma ação de indenização por danos morais. E quem paga é a empresa e depois o FELIZ gerente espere pela ação regressiva contra ele pela indenização paga. Sem esquecer que como gerente ele não deixa de ser funcionário da empresa e o dia dele chega também…. Acabei de ver um exemplo desses há poucos dias…. Então cuidado ao cuspir para cima….

Renato Mattos

4/setembro/2013 at 3:04 am

Demitir numa sexta feira é a pior das dicas usar como argumento fofocas internas sinal de que tem muitos problemas na empresa. Não se justifica de forma alguma isso. Sexta Feira é o pior dia para se demitir uma pessoa, acaba com os planos dela para o fds, sexta a pessoa esta cansada, quer descansar, relaxar, chega no final do dia é demitida? Fala serio!! O melhor dia é Segunda Feira no máximo até quarta feira.

FLAVIANO

16/abril/2014 at 12:25 pm

bom, foram apenas dicas, eu concordo quando se trata de duas pessoas, temos que entender que empresa é um corpo, onde se tem membros, como “cabeças”, “pernas”, “braços” entre outros, porém sem coração, pois quando a cabeça não pensa o corpo padece, então sim, tratar como duas pessoas é o mais viável, mas será tratada somente como profissional no momento de uma demissão… seria como usar um acessório que não combina com a sua roupa, automaticamente vc o retira, coloca outro ou até mesmo fica sem, então não vejo muito diferença… agora ser demitido na sexta ou na segunda, não faz nenhuma diferença, pois o pior sé ser demitido, independente do dia, se for na sexta estou cansado, se for na segunda eu iria começar… pior ainda se for antes das férias… ai lascou tudo… então na verdade não faz diferença alguma, oq tem que ser feito é tentar não executar a demissão, e caso tenha que ser feito é só utilizar os argumentos corretos e o dia menos importa.

JANINY ANDRADE

18/fevereiro/2017 at 9:36 am

BOM DIA COMECEI A POUCO TEMPO COMO GERENTE FIZ MINHA PRIMEIRA ADMISÃO POREM NÃO GOSTEI DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELA PESSOA ADMITIDA NÃO SUPRIU O ESPERADO GOSTARIA DE DICAS EM COMO DISPENSA-LO

Leave a Reply

Quero saber mais sobre…

Inscreva-se para receber as novidades!

Arquivos

6 Flares Twitter 1 Facebook 5 Filament.io 6 Flares ×