O que a Oracle não consegue comprar

  • 2

O que a Oracle não consegue comprar

Category : banco de dados , Java , KDE , Oracle

1 Flares Twitter 1 Facebook 0 Filament.io 1 Flares ×

No começo dos anos 90, a Digital cria um banco de dados chamado RDB que começa a ganhar uma boa fatia do mercado. Provavelmente você nunca ouviu falar dele , pois em 1994 a Oracle comprou a empresa inteira e deu um jeito de oficialmente descontinuar o produto e garantir mais uma fatia do mercado.

No começo dos anos 2000, uma empresa começa a ganhar nome no mercado com seu excelente servidor de aplicação chamado Weblogic. Em 2008 a Oracle compra mais essa e em alguns anos o nome da BEA cairá no esquecimento. Se eu ficar escrevendo sobre todas as aquisições da Oracle, você vai parar de ler esse artigo nesse parágrafo mesmo.

A linguagem Java sempre foi open source, mas a engine que roda as aplicações não ( a JVM ), e a Sun Microsystems chegou a anunciar que tinha planos para abrir o código, mas logo em seguida a empresa foi comprada pela Oracle e aparentemente os planos não mudaram e agora todo mundo quer ajudar pra quando chegar a hora levar crédito também.


Quando se compra uma empresa e talvez até um jabá por fora para garantir que a coisa ande, normalmente os envolvidos são poucos. Quando se fala de uma comunidade, e ainda com trabalho voluntário, o dinheiro não ajuda muito. Por esse motivo que nenhuma empresa grande é dona ou tem controle sobre o movimento open source.

Foi criado o projeto LibreOffice como resposta da ameaça ao projeto OpenOffice ser descontinuado, apesar das tentativas da Oracle de atrapalhar o processo.

Também foi criado o projeto MariaDB como resposta da compra do MySQL e da mudança de sua licença.

Além , disso a comunidade open source não investe o seu precioso tempo voluntário em projetos proprietários que foram abertos mas não valem a pena. As vezes essas empresas grandes podem pensar: “vamos abrir o fonte daquela coisa velha que a molecada open source atualiza e melhora o código pra gente” . Pois é, felizmente não é assim que a coisa funciona.

Recentemente o framework Qt passou por uma onda de boatos que iria acabar justamente por um acordo que a Nokia fez com a Microsoft. Se você já usou Skype, Virtual Box ou Google Earth, então já usou o Qt, pois ele é o responsável pela parte visual. Com ele também é feito o ambiente gráfico KDE, que também muita gente desinformada achou que estaria ameaçado… em primeiro lugar o KDE e o Qt existiam antes da aquisição da Nokia e o seu responsável sempre foi a comunidade open source. Em segundo lugar, devido à importância do projeto do KDE, foi criada uma entidade sem fins lucrativos que visa manter a parte legal e financeira do projeto KDE. Pois é, a comunidade open source não é só um bando de moleques trabalhando de graça, é algo maior que isso que está se organizando aos poucos, por esse motivo eu acho que o mínimo que ela merece é o nosso respeito.

Fernando Boaglio, para a comunidade


About Author

Fernando Boaglio

???

2 Comments

Francisco

25/março/2011 at 11:58 am

Ola bom dia,

Oque estou precisando nao tem muito a ver com o post, mas vi que vc conhece muito sobre o kde entao se voce puder me ajudar, eu tenho aqui uma rede com compartilhamento autofs, nis, samba etc e estou com um problema, que estou trocando as maquinas e estou instalando o debian squezze com kde4 mas, tenho problema para logar quando utilizo um usuario que ja esta criado no kde3 ele nao carrega o home dos usuarios e da um erro e nem loga, dei uma olhada sobre o assunto tentei adicionar uma linha la no /usr/bin/startkde kdehome=$HOME/.kde4 mas nao obtive sucesso voce saberia me indicar uma solução ???

Obrigado pela atenção

Fernando Boaglio

25/março/2011 at 1:51 pm

Dúvidas sobre o KDE podem ser enviadas para essa lista: https://mail.kde.org/mailman/listinfo/kde-br

Leave a Reply

Quero saber mais sobre…

Inscreva-se para receber as novidades!

Arquivos

1 Flares Twitter 1 Facebook 0 Filament.io 1 Flares ×