O Linux é mais seguro que o Windows por não ter vírus ?

  • 7

O Linux é mais seguro que o Windows por não ter vírus ?

Category : Linux

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Esse assunto é bem polêmico, e como um colega do trabalho deu a sugestão, eu vou escrever sobre isso.

Bom, primeiro vou falar aqui do assunto de vírus e depois de segurança em geral.


Apesar da conotação negativa, a palavra vírus ( do latim virus que significa veneno ) quando se trata de informática não é necessariamente algo que cause algo ruim para o seu computador, na verdade ele apenas é algo que necessariamente vai se multiplicar e contaminar outros computadores.

Além disso, esse vírus pode causar algum dano em seu computador: alterar um arquivo / comprometer o seu sistema operacional ; ou algo inofensivo como exibir uma propaganda de vez em quando.

O primeiro vírus de computador inofensivo foi o Ping-Pong, que apenas exibia um caracter ASCII na tela do seu monitor se movendo como se fosse uma bolinha de ping-pong).

A afirmação que o Linux é mais seguro que o Windows porque não tem vírus é um tanto polêmica. Bom, isso é verdade porque as pessoas que criam os vírus de computador criam para que ele contamine o maior número de computadores possíveis. Como hoje o sistema operacional mais usado é disparado o Windows, os vírus são criados para ele.

O Linux e o Apple MacOSX tem pouquíssimos vírus, comparado com o Windows é quase zero, apesar de opiniões contrárias. Se tivermos milhares de vírus para Windows contra dúzias de vírus para Linux, obviamente sabemos quem está mais vulnerável.

Felizmente alguns estudos mostram que as infecções de vírus de computador tem diminuído bastante:

Há muitos anos que deixei de me atualizar na área de segurança, para quem é das antigas na minha época os sites mais acessados eram o RootSheel e as e-zines nacionais começavam a emergir, sendo a mais famosa delas a saudosa Barata Elétrica.

Hoje temos diversas opções, ferramentas e também muita porcaria por aí. Das coisas boas que conheço destaco: Packet Storm , Mil Worm e Insecure ( da famosa ferramenta NMAP) .

Hoje o Windows possui perfil de administrador e de usuário, assim como o Linux possui uma certa hierarquia de privilégios de acesso. Assim como o Windows oferece algumas brechas de através de DLL’s um programa comum obter um privilégio alto, o Linux tem falhas de acesso a bibliotecas que podem fazer algo semelhante.

Com isso, em ambos sistemas operacionais os administradores precisam atualizar sempre que possível para evitar problemas.

Uma máquina com uma instalação padrão está bem vulnerável, tanto em Windows como em Linux, ficando a cargo do usuário corrigir essa deficiência.

O que posso concluir é que hoje temos um cenário muito diferente de 10 anos atrás: o Windows está muito mais maduro e seguro do que era antes, e uma prova disso é a diminuição de infecções nos últimos anos. O Linux também amadureceu e fortificou a robustez de sua arquitetura, tornando-se uma opção bem confiável.

Além disso, hoje temos o principal meio de entrada de vírus é convencer a vítima a fazer coisas estúpidas, como instalar um programa ou ver uma proteção de tela de um email de origem suspeita. Isso é engenharia social, que você deve entender como ela funciona para aprender a se proteger dela.

Fernando Boaglio, para a comunidade. =)

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

About Author

Fernando Boaglio

???

Quero saber mais sobre…

Inscreva-se para receber as novidades!

Arquivos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×