Uma semana depois do FISL 9.0

  • 0

Uma semana depois do FISL 9.0

Category : KDE , Linux

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Eu sei, vocês devem estar cansados de ler nos blogs por aí de como foi o FISL, antes de falar do que interessa, vou destacar alguns pontos que achei do evento:

  1. Nunca fui a nenhum FISL, portanto não posso afirmar que estava melhor ou pior que o anterior.
  2. De todas palestras que participei, nenhuma delas atrasou ou mudou de horário, o que é excelente!
  3. A parte de WiFi deixou a desejar, raras vezes consegui acessar o email, normalmente só bem cedo, depois das 10h já não tinha como… =/
  4. Conheci muitas pessoas e descobri muitos rostos atrás das arrobas dos emails que conversava há anos… =)


Não sei se vocês sabem, mas se usam alguma das principais distribuições Linux e o ambiente gráfico KDE em português , toda aquela tradução não é feita por uma equipe que é paga ou recebe patrocínio de alguém, isso é feito de maneira voluntária e coordenada por uma equipe de três administradores da qual eu faço parte.

Além da minha palestra foi exatamente para mostrar o nosso trabalho e tentar recrutar novos voluntários!

Uma coisa diferente de qualquer outra palestra do FISL foi a ilustre presença de Leonardo Fontenelle, coordenador de tradução do GNOME, que ministrou sua palestra ao meu lado.

Vejam só, ao invés de representantes do KDE e GNOME caírem na porrada, eles estavam trabalhando juntos lado a lado!


Além da minha palestra, aconteceram dois encontros bem interessantes:

  1. O primeiro encontro KDE Brasil – que reuniu algumas figuras importantes do mundo de desenvolvimento e tradução do KDE, além de comentários e sugestões da platéia sobre diversos assuntos
  2. O primeiro encontro de tradutores de software livres, reunindo diversos tradutores de diversas equipes.

O mais interessante do nosso evento foi descobrir um fantástico projeto que foi feito usando uma versão alterada do KDE com o pacote KDEEDU, que inclusive foi destaque no site do KDE News e no Slashdot.


O nome desse projeto é Linux Educacional, ele foi criado pelo MEC e já foi instalado em quase 30 mil laboratórios de informática com planos para um total de mais de 50 mil até o final do próximo ano. Hoje ele já atende mais de 36 milhões de estudantes, e até o final do ano será muito mais. Esse projeto KDEEDU foi apresentado no FISL por Maurício Piacentini, que é um dos desenvolvedores desse pacote.

Todo esse esforço de tradução da equipe KDE recebeu esse grande prêmio que nos incentiva a cada vez mais fazermos um trabalho voluntário com responsabilidade e qualidade!

Fernando Boaglio, para a comunidade. =)


About Author

Fernando Boaglio

???

Quero saber mais sobre…

Inscreva-se para receber as novidades!

Arquivos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×